2023 – atual Potencial de carbonatação mineral dos derrames basálticos continentais da província ígnea paraná-etendeka (2023-atual)

 A carbonatação mineral in situ é uma opção promissora e eficiente para o armazenamento geológico de CO2. A Província de derrames basálticos continentais Paraná-Etendeka (CFB), que entre outras inclui as rochas vulcânicas cretáceas das bacias do Paraná, Santos e Campos, possui potencial significativo para armazenar grandes volumes de CO2 na forma de carbonatos (Ca, Mg, Fe). Devido à sua ampla distribuição e alta reatividade. Os aquíferos dessas rochas basálticas são considerados cada vez mais importantes para o armazenamento geológico de carbono, conforme evidenciado em estudos recentes. O presente projeto tem por objetivo avaliar o potencial de carbonatação mineral in situ, em área-piloto de afloramentos de basaltos da Formação Serra Geral.