Avaliação dos impactos de operações terrestres de E&P nos recursos hídricos superficiais e subsuperficiais (2019 – Atual)

Para o diagnóstico da contaminação nos recursos hídricos e no solo/sedimento na área de estudo é proposto um plano de trabalho que contempla as seguintes etapas:

1. Levantamento do estado da arte sobre a disposição, tratamento e armazenamento, bem como a injeção de efluentes em poços terrestres;

2. Levantamento geofísico por meio do emprego de métodos geoelétricos para identificação e delimitação dos focos de contaminação;

3. Caracterização petrofísica e geoquímica dos aquíferos;

4. Elaboração de arcabouço hidroestratigráfico;

5. Caracterização hidroquímica e isotópica da água subterrânea e superficial, passíveis de contaminação;

6. Realização de simulações numéricas de transporte reativo para previsão do comportamento dos contaminantes orgânicos e inorgânicos em subsuperfície;

7. Avaliação das metodologias utilizadas, com vistas a elaborar um roteiro metodológico para o diagnóstico de aquíferos contaminados por efluentes, não apenas para este projeto, mas que possa ser utilizado em casos similares, em outros poços e até mesmo em outras Unidades, incluindo a otimização de técnicas in situ e laboratoriais consagradas, e apontando critérios técnicos para seu emprego;

8. Estabelecimento de metodologia para gerenciamento da atividade de injeção, considerando o conjunto de atividades executadas e questões principalmente relacionadas à idade do campo e à interconexão dos aquíferos, com intuito de definir o aquífero que deverá ser monitorado;

9. Avaliação de estratégias de remediação possíveis, relacionadas ao monitoramento preventivo; e

10. Elaboração de protocolo para descarte de efluentes e injeção de água produzida em poços.

Esse diagnóstico será realizado no campo de produção de Taquipe, no estado da Bahia. A escolha dessa área como piloto justifica-se por representar um importante campo terrestre de petróleo e situar-se próxima de importantes aquíferos de grande valor local e regional, o que torna esta área ambiental e socialmente sensível.